terça-feira, 10 de setembro de 2013

O Brasil e o Mundo em 1999: Real é desvalorizado, nasce a AmBev, Central do Brasil perde Oscar, sai a Manchete e entra Rede TV!, surge Ronaldinho Gaúcho e desaparece João do Pulo

O Blog Contando a História prossegue e hoje vamos relembrar o que de mais importante aconteceu em 1999.






Fernando Henrique Cardoso tomou posse para iniciar o segundo mandato, mas logo enfrentou uma forte crise que ameaçou o Real. O calote dado pelo governo de Minas Gerais foi a senha para a desvalorização da moeda que chegou a 8,9% fazendo com que o governo deixasse de adotar o regime de câmbio fixo que vigorava desde a implantação do plano e adotar o câmbio flutuante. Para conter tudo isso, Gustavo Franco foi demitido da presidência do BC, logo substituído por Francisco Lopes que durou apenas 20 dias e entrou em seu lugar Armínio Fraga que conseguiu acalmar o mercado.

Salvatore Cacciola, ex-dono do banco Marka, durante depoimento no Senado em 1999

Logo depois estoura o Caso Marka. O banco de Salvatore Cacciola acabou sendo o grande beneficiado pela crise, pois seu banco teve de honrar seus compromissos em dólar e pediu ajuda ao BC. O caso virou uma CPI e Cacciola viu seu banco quebrar, depois fugiu para a Itália.

Em 11 de março um apagão atinge 10 estados e o Distrito Federal deixando 60 milhões às escuras. Dois circuitos da usina de Itaipu causaram a queda de energia, mas foi um raio que atingiu a subestação de Bauru da CESP.





Duas marcas de cerveja mais importantes resolvem se fundir. Brahma e Antarctica se fundem e formam a AmBev, a maior companhia de bebidas do Brasil.



Acusado de assassinato, tráfico de drogas e por matar seus inimigos com uma motosserra, o deputado Hildebrando Paschoal teve seu mandato cassado por quebra de decoro parlamentar e ainda por cima tendo ligação com o narcotráfico.



Terror no Morumbi Shopping. Na noite de 3 de novembro, Mateus da Costa Meira entra na sala de cinema armado com uma submetralhadora 9mm e sai atirando em todo mundo. O saldo da tragédia: 3 mortos, 4 feridos e 15 em pânico durante sessão do filme Clube da Luta. Ele foi condenado a 120 anos de prisão.



Em 2 de dezembro o trabalhador José Ferreira da Silva morre durante ação da Polícia de Brasília na sede da NOVACAP durante uma assembleia de servidores. O caso repercute fortemente em todo país



Nos Estados Unidos ocorreu o Massacre de Columbine onde dois jovens: Eric Harris e Dylan Klebold invadiram o Instituto Colombine onde ocorreu o massacre que deixou 15 mortos entre eles os dois assassinos.



Em referendo, foi aprovada a independência do Timor Leste por 80% da população representando o fim da colonização pela Indonésia.



No último dia do ano, Bóris Yeltsin renuncia à presidência da Rússia.



O Brasil ficou perto de ganhar o Oscar. Central do Brasil de Walter Moreira Salles disputa as estatuetas de Melhor Filme Estrangeiro e Melhor atriz para Fernanda Montenegro, mas o filme volta de mãos vazias, pois perde para o italiano A Vida é Bela de Roberto Benigni e Fernanda perde o Oscar para Gwyneth Paltrow.





A Rede Manchete saía do ar devido às constantes greves dos funcionários e a crise financeira. Ela então é vendida para o grupo Tele TV de Amilcare Dallewo e em 15 de novembro é lançada a Rede TV! que assume o lugar da Manchete com uma programação sofisticada, mas depois substituída por uma linha mais popularesca e apelativa.



A Novela A Usurpadora conquista uma legião de fãs pelo Brasil e a atriz Gabriela Spanic visita o país em agradecimento ao sucesso.

A Rede Globo promove um festival de contratações tirando nomes da concorrência: Serginho Groisman, Luciano Huck, Ana Maria Braga e Jô Soares foram as novas aquisições do canal. Somente Ana Maria estreou seu programa, o Mais Você em 18 de outubro à tarde.



Nos Jogos Pan Americanos de Winnipeg, o Brasil termina a competição em quarto lugar superando a Argentina e um dos destaques é Maurren Maggi, campeã do salto em distância.



A América foi alviverde. O Palmeiras conquistou o título inédito da Taça Libertadores ao vencer nos pênaltis a equipe do Deportivo Cáli da Colômbia, mas no Mundial de Clubes deixa escapar o título ao perder para o Manchester United na falha do goleiro Marcos que Keane aproveitou.

Sandro Hiroshi no estádio de Americana, onde iniciou a carreira

Estoura o Caso Sandro Hiroshi. O jogador que veio do Tocantinópolis para o São Paulo foi acusado de falsificar a idade para jogar. O time perdeu no STJD os pontos de dois jogos em que o jogador foi escalado irregularmente, contra Internacional e Botafogo que foram beneficiados e salvos da queda pra Série B, que vitimou o Gama, que por sua vez entraria na justiça no ano seguinte bagunçando o futebol.





Alheio à isto, o Corinthians conquistou o tricampeonato brasileiro depois de tensa decisão contra o Atlético Mineiro. Foi o título da consagração de jogadores como Marcelinho Carioca, Rincón, Edílson e cia. Outro destaque é para Dida que defende dois pênaltis de Raí na semifinal diante do São Paulo.





Surge um novo craque: Ronaldinho Gaúcho aparece para o mundo num golaço contra a Venezuela pela Copa América conquistada pelo Brasil.  E Rivaldo se torna o melhor jogador do mundo jogando pelo Barcelona.



Mika Hakkinen conquistava o bicampeonato mundial de Fórmula 1 numa temporada em que Michael Schumacher sofria seu acidente mais grave da carreira e Rubens Barrichello era contratado pela Ferrari.







Ano trágico nas pistas da Indy com a morte de dois pilotos, o uruguaio Gonzalo Rodriguez que morre nos treinos do GP de Laguna Seca e do canadense Greg Moore num dos mais horríveis acidentes da história, durante as 500 Milhas da Califórnia quando perdeu o controle do carro e capotou diversas vezes. Sua morte entristeceu a conquista de Juan Pablo Montoya que em seu ano de estreia levou o título da categoria.














Em 1999 morreram o cineasta Stanley Kubrick, os atores Luis Armando Queiroz e Zezé Macedo, o jornalista Blota Júnior, o saltador João Carlos de Oliveira, o João do Pulo, o escritor João Cabral de Melo Neto, o dramaturgo Plínio Marcos, o autor de novelas Dias Gomes, o ex- governador de São Paulo Franco Montoro e o ex- presidente João Figueiredo, o último do regime militar.

Em breve os fatos que marcaram o ano 2000.

4 comentários: