segunda-feira, 16 de setembro de 2013

O Brasil e o Mundo em 2002: Um ano glorioso e da volta por cima para Lula presidente e Ronaldo pentacampeão

O Blog Contando a História relembra hoje os fatos mais marcantes de 2002, o ano das voltas por cima de dois brasileiros.



Foram quatro tentativas até que em 27 de outubro o voto de 53 milhões de pessoas elegeu Luís Inácio Lula da Silva o primeiro presidente de origem popular da história. A campanha presidencial foi tensa, logo no começo do ano quem liderava as pesquisas era a então governadora do Maranhão Roseana Sarney, mas o escãndalo do dinheiro encontrado na Lunus, empresa de consultoria que tinha com o marido Jorge Murad acabou minando sua candidatura. A partir daí a disputa foi contra José Serra (PSDB), Anthony Garotinho (PSB) e Ciro Gomes (PPS). Depois do primeiro turno onde Lula e Serra seguiram para o segundo turno onde Lula ganhou o apoio de Ciro e Garotinho e Serra ficou isolado, assim Lula foi eleito com mais de 61% dos votos e um metalúrgico chegava à Presidência da República.


As eleições de 2002 fizeram de Enéas Carneiro o maior campeão de votos da história. Três vezes candidato à presidência pelo nanico PRONA, ele se candidatou à deputado federal por São Paulo e com mais de 1,5 milhão de votos elegeu - se deputado e levou junto outros seis candidatos com menos votos. Ainda na eleição de 2002 velhos caciques da política foram derrotados nas urnas como Orestes Quércia, Leonel Brizola e Paulo Maluf, por outro lado políticos que se envolveram nos escândalos anteriores foram eleitos, casos de ACM e José Roberto Arruda, que renunciaram ao mandato devido ao caso da violação do painel do Senado voltaram ao Congresso via voto.

A crise econômica voltou a bater na porta do Brasil, com o dólar nas alturas batendo na casa dos 3 reais e o mercado nervoso por conta das eleições. No fim do ano a inflação bate na casa dos dois dígitos fechando o ano em 11%.



Num crime que estarreceu o país o jornalista Tim Lopes é sequestrado e morto por traficantes. Tim fazia uma reportagem sobre o tráfico na Vila Cruzeiro quando um grupo de traficantes liderado por Elias Maluco o sequestrou e julgou. Tim foi morto por um golpe de espada e seu corpo foi esquartejado e queimado no micro-ondas. Exames de DNA confirmaram a morte de Tim Lopes. Três meses depois Elias Maluco seria preso e anos mais tarde julgado e condenado.


Depois de 53 dias o publicitário Washington Olivetto é libertado do cativeiro e solto sem que os sequestradores pedissem dinheiro para o resgate. 


Num crime pra lá de macabro, Suzane Von Richtofen mandou matar os próprios pais. O casal Alfred e Marizia foram mortos enquanto dormiam com barras de ferro pelos irmãos Cravinhos, pois eles não aceitavam o namoro de Suzane com Daniel. Ela e os irmãos Cravinhos seriam condenados a 39 anos de prisão em julgamento ocorrido em 2006.


No Oriente Médio explode a guerra entre tropas de Israel e a Palestina. Na maior operação militar desde 1982 o exército israelense invadiu casas e campos de refúgio de palestinos levando a ONU a reconhecer a criação do estado palestino.


Um ano após o 11 de setembro, o governo americano resolve mudar o foco e em discurso pede o apoio das Nações Unidas para derrubar o ditador do Iraque Saddam Hussein sob a falsa alegação de que o país tinha armas químicas.


Em Bali um atentado terrorista mata mais de 200 pessoas e 100 ficaram feridas. Na Rússia 150 pessoas morreram durante invasão ao Teatro da Cultura por terroristas chechenos.


O filme Cidade de Deus se torna fenômeno de público e de crítica. Baseado no livro de Bráulio Mantovani o filme retrata o crescimento do crime organizado entre as décadas de 60 e 80 no bairro da Cidade de Deus. O filme dirigido por Fernando Meirelles concorreu em 2004 a quatro indicações ao Oscar, mas não levou nenhum.


Com o sucesso da Casa dos Artistas, a Rede Globo lança o Big Brother, o reality show com anônimos que se transformariam em celebridades instantâneas. O primeiro vencedor foi Kléber Bambam.


Fátima Bernardes viveu um ano intenso devido à suas atuações de destaque no Jornal Nacional sendo eleita a Musa da Copa do Mundo pelo trabalho na Ásia e nas eleições brilhou nas entrevistas com os candidatos à Presidência.








Desacreditada a seleção saiu do Brasil sem esperanças, mas a Família Scolari cresceu em campo e com Ronaldo inspirado e Rivaldo jogando muito o Brasil se tornou o primeiro pentacampeão mundial da história. A campanha vitoriosa no outro lado do mundo teve sete vitórias em sete jogos. Começou sofrido com uma vitória diante da Turquia com a ajuda do juiz, depois as goleadas contra China e Costa Rica. Nas oitavas o Brasil saiu do sufoco contra a Bélgica e venceu sofrido. Contra a Inglaterra, show de Ronaldinho Gaúcho que deu passe para Rivaldo marcar e depois um golaço que encobriu o goleiro Seaman, depois seria expulso num lance desleal. Na semifinal contra os turcos, Ronaldo chutou de bico pra nos levar à terceira final seguida. Na decisão contra a Alemanha brilhou a estrela do Fenômeno. Ele que havia sofrido uma grave contusão e que por muitos nunca mais jogaria futebol deu a volta por cima com dois gols: no primeiro um chute despretensioso de Rivaldo que Oliver Kahn pegaria acabou se transformando numa falha fatal e R9 não perdoaria e o segundo recebendo lançamento de Kléberson e o chute seco sem chance de defesa de Kahn. O Brasil era penta! Cafu erguia a taça e num lindo gesto ergue a Taça FIFA sob a chuva de papel picado que caía no estádio de Yokohama.


O Corinthians se sagra bicampeão da Copa do Brasil numa final polêmica com o surpreendente Brasiliense. Vitória no primeiro jogo com gol polêmico e empate no segundo deram o título ao Timão que ainda ganhou o Torneio Rio São Paulo.





Uma nova geração de Meninos da Vila surgiu em 2002. Liderados pelo futebol moleque de Robinho que deu pedaladas pra posteridade e Diego, o Santos se torna campeão brasileiro com uma geração de talentos como Elano, Paulo Almeida e Renato comandados por Emerson Leão que dá a volta por cima depois do fracasso com a seleção. Foi o último campeonato disputado no sistema mata mata.


A seleção masculina de vôlei comandada por Bernadrinho conquista o título mundial da modalidade 20 anos depois de chegar à final pela primeira vez contra a mesma Rússia.




Michael Schumacher conquista o pentacampeonato mundial de Fórmula 1 num ano em que sobrou na pista, mas que teve uma mancha. No GP da Áustria, Rubens Barrichello estava com a vitória assegurada, mas uma ordem de equipe tirou a vitória do brasileiro que mesmo assim fica com o vice campeonato. Na Fórmula Indy Cristiano da Matta se sagrava campeão e Hélio Castroneves vencia pela segunda vez as 500 milhas de Indianápolis.





2002 marcou a despedida de Chico Xavier, o maior médium e maior divulgador do espiritismo no Brasil, de Osvaldo Sargentelli, o criador das Mulatas, do ator Mário Lago que também compôs marchinhas e sambas de carnaval, do cantor de funk Claudinho que fazia dupla com Buchecha, do jurista Evandro Lins e Silva e do ator Carlos Zara.

Em breve os fatos mais marcantes de 2003.

4 comentários:

  1. O ano foi cheio de fatos surpreendentes, mas pra mim foi marcado de forma profunda por ter sido o ano em que perdi minha coleção de revistas semanais (Veja, Istoé e Época) desde 1994. O que fizeram comigo foi imperdoável, inaceitável e inadmissível, foi difícil conviver sem a coleção, mas quatro anos depois retomei e voltei a colecionar.

    ResponderExcluir