quarta-feira, 10 de julho de 2013

O Brasil e o Mundo em 1979: Surge um novo Irã e Brasil tem volta dos exilados com a criação da Anistia

Dando prosseguimento à uma série especial, o blog Contando a História traz agora os fatos que marcaram 1979, um ano marcado pelo surgimento do Irã dos aiatolás e do início do governo de João Figueiredo, o último presidente do regime militar.

Foto de 5 de fevereiro de 1979 mostra o aiatolá
                Ruhollah Khomeini acenando ao chegar Teerã após voltar
                dos 15 anos de exílio (Foto: AFP)



Em 1979 o Irã sacudiu o mundo ao se transformar de monarquia para o regime dos aiatolás. O xá Reza Pahlavi perdeu o controle da nação e acabou deixando o Irã. Ao mesmo tempo o aiatolá Khomeíni voltava do exílio em 1º de fevereiro pondo fim à 15 anos de exílio. Com a queda do xá foi instalado o regime fundamentalista islâmico estabelecendo leis inspiradas no Alcorão e proibindo modismos como minissaias, música ocidental, jogos e cinema, entre outros e introduzindo os castigos corporais. Khomeíni assumia o poder em 11 de fevereiro demonstrando logo sua força dirigindo seu alvo nos Estados Unidos, que para o aiatolá era o Grande Satã. E os americanos começaram a sentir na pele a força do país islâmico. Em novembro tropas leais a Khomeíni invadiram a embaixada americana no país e 52 americanos ficaram reféns por mais de um ano sendo libertados em janeiro de 1981.



O ano de 79 marcou também a queda do ditador de Uganda Idi Amin, derrubado do poder pela Tanzânia. Ele foi um dos mais excêntricos ditadores da história da humanidade além de ser um assassino sendo denunciado por matar dezenas de milhares de pessoas durante os oito anos em que esteve no poder.



Na Nicarágua, a revolução sandinista coloca pra fora o ditador Anastazio Somoza que foge para Miami. Assume o poder Daniel Ortega.



Em 27 de dezembro, tropas soviéticas invadem o Afeganistão e tomam a capital Cabul.



Em 28 de março um desastre nuclear na usina de Three Mile Island, nos Estados Unidos ocasionou vazamento de radioatividade para a atmosfera. Em poucos dias a população de 140 mil pessoas deixou a área contaminada.



Aqui no Brasil tomava posse João Baptista Figueiredo, o último presidente da ditadura militar. Seu mandato ficou marcado pela continuação da abertura política do governo de Ernesto Geisel. Uma de suas frases mais marcantes no primeiro ano de mandato foi: "Eu prendo e arrebento" , um recado a quem era contra a anistia.







Durante o ano o país se mobilizou e em 28 de agosto foi assinada a Lei da Anistia Ampla, Geral e Irrestrita para todos aqueles que cometeram crimes políticos, tiveram seus direitos políticos cassados e outros durante a ditadura. Exilados começaram a voltar para o Brasil como Fernando Gabeira, Miguel Arraes e Leonel Brizola.



No ano em que apostou em séries nacionais, a Rede Globo trouxe para as telinhas a realidade da mulher descasada na série Malu Mulher, estrelada por Regina Duarte. Temas que eram assunto proibido na virada dos anos 70 para 80 ganhavam cores fortes e eram discutidos, as vezes com a tesoura da censura. O trabalho valeu o Prêmio Ondas da Espanha.



1979 marcou também o começo da derrocada da Rede Tupi que teve como seu último grande sucesso o programa Abertura, que era o espelho do momento político que vivia o Brasil.



Para coroar a grande década, o Internacional se tornava campeão invicto, fato jamais repetido na história do campeonato brasileiro, aliás este campeonato era o retrato da bagunça que imperava na antiga CBD, que virou CBF. 94 equipes disputaram o torneio. Falcão jogava o fino da bola num time que tinha ainda o zagueiro Mauro Galvão, o atacante Jair e o centroavante Mário Sérgio.



Na Fórmula 1 o ano foi do sul africano Jody Scheckter, campeão mundial com a Ferrari.



Dentre as perdas do ano, destacam - se as mortes da jornalista Márcia Mendes, do criminoso de guerra Josef Mengele, cuja ossada foi encontrada em 1985, do escritor e teatrólogo Procópio Ferreira e do ator John Wayne.

Em breve os fatos que marcaram 1980.

4 comentários:

  1. Parabéns!Seu Blog,é excelente!Me ajudou muito!

    ResponderExcluir
  2. Gustó muito seu blog. Eu vou usar para um video da ditadura na Venezuela.

    Muito obrigado, muchas gracias brasileños pela información. (Y)

    ResponderExcluir
  3. Amei o texto, os fatos que marcaram o ano do meu nascimento. Muito obrigado por me proporcionar um aprofundamento nos fatos históricos relevantes no ano em que nasci.

    Parabéns pela iniciativa.

    ResponderExcluir